Histórias de eventualidades, improbabilidades, bicharadas, noitadas e coisas do arco da velha que de alguma forma me acabam sempre por acontecer. Crónicas diárias com a matilha, muita bicharada à mistura, muita música e sempre com um humor caústico como muita gente gosta de o caracterizar.

10/08/2010

A pedido de muitas famílias

A pedido de muitas famílias cá vai a minha actualização. Poderia-se pensar que o desemprego implica mais tempo livre. Nada mais errado, entre a casa nova e o resto dos projectos paralelos o tempo tem sido escasso para muita tristeza dos que querem passar algum tempo comigo. Enfim, vai-se fazendo o que se pode mas o dom da ubiquidade dava muito jeito ao já meu elevado rol de dons.
Agora já na casa nova a bicharada vai aparecendo. Os primeiros "pets" são (tambores):

- Polistes dominula

Os habitantes do meu beiral com os quais negociei umas tréguas. Elas não me mordem e eu não lhes despejo o Dum Dum em cima. Até ver o tratado de paz tem funcionado. A ver até quando.

- Araneus diadematus

A habitante do meu terraço. Esta fêmea dedicou-se a fazer um teia enorme entre as minhas duas chaminés. É inofensiva e bastante meiga. Bem mais pacífica que os meus vizinhos beligerantes do sul.

De resto sou visitado por outra bicharada frequentemente. Os Athene noctua são a companhia de algumas noites solitárias. São uns castiços.
E pronto tem sido isto. Mais novidades para breve!

5 comentários:

Tina disse...

Sinceramente, não consigo considerar aqueles animais na categoria de "pets" ... ;-) é que na minha concepção de "pets" (ninguém me perguntou nada, mas eu tenho a mania de dar opiniões, vulgo palpites) entram criaturas que supostamente nos fazem companhia, que de alguma forma interagem conosco. Será que me podes explicar como funciona essa tua relação com estes "pets"? ou será querer saber demais???

S. C. disse...

Gosto de encontrar esta bicharada em volta de casa. É relaxante sair à rua e ver um Araneus a tecer a teia ou vespas a zumbir a tratar do favo.
Por isso aqui em casa, insecticidas estão proibidos ;)


P.S. - Tenho pets mais estranhos :)

Tina disse...

Devo confessar que na parte dos "pets", sou uma pessoa muito convencional... cães, gatos e afins. Sim, já me constou que tinhas outros "pets" menos convencionais... :-) (cá para mim, isso é para afugentar certas visitas).

S. C. disse...

Resulta =D

Tina disse...

Bem me parecia que havia uma justificação para essas companhias... :-)