Histórias de eventualidades, improbabilidades, bicharadas, noitadas e coisas do arco da velha que de alguma forma me acabam sempre por acontecer. Crónicas diárias com a matilha, muita bicharada à mistura, muita música e sempre com um humor caústico como muita gente gosta de o caracterizar.

29/08/2008

As férias


De certo que têm notado que este jornal pessoal tem estado mais parado que o que é habitual. Os hits baixaram, as actualizações também. Tudo se deveu a umas férias que tiveram tanto de eventos como de inércia, da minha parte lá está.
Para começar, mais uma vez arroxei nas férias. Algo que costuma acontecer com alguma frequência. Desta feita foram as minhas amígdalas que decidiram dar o ar da sua graça, não as que estão a pensar, essas estão finas. Aquelas que a malta tem na base do cérebro e que a maioria nem sabe que tem. Pois é, os meus ataques de pânico voltaram em força, deixando-me derreado do estômago e sem vontade nenhuma de meter comida pela garganta abaixo (que por vezes saía disparada pela garganta a velocidades supersónicas). Mas pronto tirando o facto que mal saí de casa tirando as idas às consultas, à praia e por vezes ao café fiquei por casa a anhar (gosto desta palavra que nem sei se existe).
Depois foi a procura de casa, que deixem-me que vos diga é uma seca! Detesto andar às compras e então ainda mais quando temos vendedores chatos que não se calam. Porque raio não nos dizem "Vejam a casa e se gostarem falem connosco."? Mas não ele é isto, ele é aquilo, aquecimento central, condomínio, canalização, acabamentos, idade, bla bla bla. Juro-vos que para o fim só conseguia assimilar "bla, bla,bla, 125 mil contos, bla bla bla, menos qualquer coisita, bla bla bla, condomínio 40€/mês, bla bla bla!" e depois as chamadas intermináveis "Já comprou casa, temos ainda mais este e este e este.". *suspiro*
Mas nem tudo foi mau nestas férias, descansei com força, fiz contas à vida (os quase trinta têm destas coisas) e no meio do sono todo ainda deu para assistir ao nascimento dos meus pequenitos:

É claro que esta foto vai criar aversão a metade dos utilizadores do blog e um sorriso na outra metade. Mas a verdade é que estou muito contente com a forma que os meus ovinhos saíram. Agora não tarda vão para novas casas e novos donos.
Depois foi andar à caça de fotos de Pyrrhocorax pyrrhocorax (deixem-me que vos diga que é mais dificil que o que pensei, porcaria de sentinelas!), de algares e de servir de cicerone a amigos do exterior. Enfim, podiam ter sido piores férias, poderiam ter sido bem melhores. Mas olhem, foi o que se pode arranjar.

3 comentários:

Ana banana disse...

eu estou na metade daqueles que sorriem:D

MrCosmos disse...

Que estejas melhor, são os votos do Mr.

Não faças a coisa 50 / 50, que eu fiquei naquela, a olhar com indeferença... e agora onde fico?

Forte abraço!

S. C. disse...

Ficas na excepção que confirma a regra! ;)