Histórias de eventualidades, improbabilidades, bicharadas, noitadas e coisas do arco da velha que de alguma forma me acabam sempre por acontecer. Crónicas diárias com a matilha, muita bicharada à mistura, muita música e sempre com um humor caústico como muita gente gosta de o caracterizar.

02/11/2008

Eh ca porra!


Tenho-me andado a baldar à grande e à francesa aqui com o blog. Mas pronto, férias são férias! Ou foram, porque elas passaram mais rápidas que Speedy González (eh pá, gostava mesmo deste rato). Então deixo aqui um resumo curtinho do que foram as minhas férias com a promessa que quando chegar a casa elaboro mais um bocadinho a coisa e ponho as respectivas fotos.
Sábado, servir de guia à expedição de preparação do Alecrineiros Sul, que se não tivesse sido por mim e tivessem de alombar com o material todo às costas, quando chegassem ao buraco desistiam de descer (boa robalo, para a próxima dá-lhes também a indicação das quatro estradas). Seguiu-se depois uma tarde sem carro, já que a bomba de direcção deu o peido mestre e me estragou o orçamento para os próximos meses.
Domingo, foi dia de ir procurar a Gruta dos Carrascos, que se não tivesse sido o Cov'altas maister ainda hoje não sabia onde era. 100 metros o tanas! Eram 10 metros! Seguiu-se mais uma pesquisa rápida nos arredores, mas que não deu em nada. Paragem na taberna do faustino para umas mines que começaram a jorrar sabe-se lá de onde e quando dei por ela já estava falar da utilização de estevas como fonte possível de biocombustível e outros absurdos assim ...
Durante a semana foi a correria do costume das mini-férias, burocracias prá frente, burocracias para trás, plantas, casa assim e assado, a treta do costume. Sempre dava para dormir a siesta, o que para mim já são férias.
Fim de semana, foi o fim de semana cultural, aqui com o rapaz a servir de fotógrafo oficial, só porque tinha a máquina maior, pelos vistos o tamanho importa. Apanhei uma resma de frio que ainda estou para curar a constipação. Porra, se não fosse pelas minis não me tinha aguentado, excusado seja dizer que lá para o fim da noite o frio já era pouco. Doeu foi no outro dia quando me tive de levantar de madrugada para cobrir a prova de BTT, ainda por cima estava um frio de bater o dente. À noite foi o bailarico do costume aqui com o rapaz a esquivar-se ás mines com a desculpa do *coff* *coff* remédio para a constipação, o certo é que a cabeça já latejava da combinação de privação de sono, ressaca e pingo no nariz. Ah, e fui ainda convidado para ser padrinho, de novo, afinal não há duas sem três! Sou o orgulhoso padrinho de uma bebé linda chamada Mariana. Mas confesso que as prendas começam a doer o orçamento ...
Domingo, foi mais do mesmo com as feiras, as tascas e o fotógrafo a falhar o passeio de cross por só ter acordado ao meio-dia, ooops, mas houve quem levasse máquina, por isso não se perdeu tudo. À noite espectáculo de ilusionismo, com o magnífico não me lembro o nome de palco, só sei que se chamava Miguel porque mal soube que o gajo tinha lá cobras no espectáculo colei-me a ele tipo pega-monstro. Em contrapartida servi para fazer de bobo da corte, nos vários truques de magia, entra os quais a cadeira mágica que adivinha quando alguém está a mentir. Ora bem, esta cadeira funcionava da seguinte forma, quando me faziam uma pergunta e não lhes agradava a minha resposta apanhava um choque desconfortável no rabiosque. Exemplo, "Já traíste a namorada?", e eu "Não" e zapp um choque no rabiosque. É claro que me armei em duro e nunca me queixei ou sequer levantei depois das mais estapafúrdias perguntas e a assistente dele se divertir a dar choques eléctricos no meu pacote. Saí de lá com as abébias a arder mas a verdade é que lhe estraguei aquela parte do espectáculo (sim, às vezes dá-me pra isto) e ele não teve outra opção que não chamar outra pessoa da audiência. Enfim, temos pena ...
Mas no final lá estava eu a pedinchar ao gajo para ver as cobras dele, a liasis, a mollurus e a anaconda e que belas bichas elas eram. A festa correu bem, as férias também, agora só para o ano ...
Fotos variadas para quando descarregar a máquina.

1 comentário:

nalga disse...

Olá Samuel
Eu até indiquei as quatro estradas, incluindo coordenadas GPS, mas o nosso amigo Paulo continua um craque em orientação...
Um grande abraço
MS